terça-feira, 29 de março de 2016

HISTORIA DOS PADRES QUE PASSARAM PELA CIDADE DE ESPERANÇA PAROQUIA NOSSA SENHORA DO BOM CONSELHO



A Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho, ficou desmembrada da Paróquia de Alagoa Nova. Ocorreu no dia 30 de maio de 1908. Na mesma data foi designado como primeiro vigário da Paróquia recém-criada o reverendo Pedro Francisco de Almeida. Ele assumiu no dia 8 de junho do mesmo ano, sendo empossado pelo vigário de Alagoa Nova, padre Jerônimo César, auxiliado pelo Padre Ignácio Ibiapina Sobral, que a dirigiu até junho de 1912.


1 -
PE. Francisco Gonçalves de Almeida - a junho de 1912. Primeiro sacerdote  a tomar a direção da freguesia criada pelo decreto Diocesano de 30 de maio de 1908, era natural de Alagoa Nova onde nasceu no dia 17 de marco de 1874, foi ele um dos primeiros matriculados no Seminário Arquidiocesano da Paraíba pelo qual ordenou-se em 14 de novembro de 1897, logo designado para reger a Paróquia da Penha no Rio Grande do Norte vai demorando ate 1908. Licenciado de suas funções em 1912 depois de uma apagada passagem por Esperança vai fixar residência no Rio de Janeiro tornando-se Vigário auxiliar da Igreja Nossa Senhora da Candelária gozando da confiança e estima da respectiva irmandade. Faleceu na então capital federal no dia 05 de abril de 1930 tendo sido sepultado no Cemitério do Caju, no Rio de Janeiro.




José Vital Ribeiro Bessa



Frei Martinho Janswed O.F.M. entre 1916- 1917
2- PE. José Vital Ribeiro Bessa nasceu no município de Mamanguape, matriculando-se no Seminário Arqui diocesano da Paraíba, em 1906 recebeu todas as honras presbiterianas. No dia 12 de novembro de 1911 notabilizou em Esperança pelas missões religiosas que realizou, as quais eram sempre muito concorridas, passou depois pelas paróquias de Umbuzeiro, Pirituba, Alagoa Grande e Mataraca onde herdou muitas terras dos seus pais, faleceu no dia 16 de abril de 1974.  Descendente de ilustre estirpe de latifundiários do Vale do Mamanguape acostumado a uma boa vida apesar de a paróquia ser muito pobre, coube a ele com recursos próprios construir a Casa Paroquial ainda hoje existente, foi ele quem introduziu o gramofone, que era uma espécie de microfone, desconhecido até então da população. Inaugurada por decreto pelo  Dom Ad auto, Arcebispo da Paraíba, por provisão diocesana de 04 de outubro de 1913, tiveram a participação dos padres Teófilo Levignani S.A. em 1911, José da Lapa S.J. Em 1914, Frei Martinho Janswed O.F.M. entre 1916- 1917 e Frei Fabiano Gundling O.F.M. que ali compareceu de 07 a 10 de maio de 1926 e ministrou nada menos de 3.865 comunhões, 2.719 Crismas e 15 legitimações. Foi envolvido por um escândalo imoralista na época, pois não teve culpa por uma jovem ter se apaixonado por ele.








José Borges de Carvalho

3- PE. José Borges de Carvalho - 06 de fevereiro de 1922 a maio de 1929. O terceiro vigário nasceu no dia 27 de julho de 1896 no município de Lagoa Nova e faleceu no dia 23 de fevereiro de 1980. Ordenou-se no Seminário Arqui diocesano da Paraíba no dia 02 de fevereiro de 1914, logo designado para Paróquia de Pocinhos onde permaneceu até o ano de 1922, sendo assim foi transferido para cidade de Esperança onde ficou até o ano de 1929, passou depois pelas paróquias de Sousa e Santa Luzia. Quando voltou para sua terra natal substituiu o padre João Honório de Mello em 1937.





Álvaro Gabíno de Carvalho


4- PE. Álvaro Gabíno de Carvalho - Março de 1930 à 23 de janeiro de 1933. Teve uma breve passagem pela Cidade de Esperança foi afastado por conta de um desfalque de dinheiro da Caixa Rural e Operária onde ele dirigia na cidade de Esperança.






Monsenhor Francisco Severiano de Figueiredo


5- Monsenhor Francisco Severiano de Figueiredo - 03 de fevereiro de 1933 à junho de 1935. Foi o mais culto preparado sacerdote que atuou na freguesia de Esperança, nasceu no município de Piancó, no Rio Grande do Norte no dia 09 de novembro de 1872, filho de Luiz Emiliano de Figueiredo e Izabel Maria de Jesus. Fez seus primeiros estudos no Seminário de Olinda transferindo-se em 1894 para o Seminário da Paraíba consagrando-se no dia 06 de novembro  de 1898. No ano seguinte é nomeado vigário de Acari, Rio Grande do Norte, cargo que exerceu até 1901 no governo do Presidente José Peregrino de Araújo, foi Diretor do Liceu  Paraibano em 1901, Diretor do Colégio Pio X em 1906, Diretor Espiritual  do Seminário da Paraíba em 1907, presbítero penitenciário do Bispado e Arcebispo do cabido Metropolitano de João Pessoa, em 1932 foi indicado para Paróquia de Esperança. Foi considerado um dos mais respeitados intelectuais do clero paraibano admirado pelas suas virtudes e ação sacerdotal, sobretudo na área da educação. Deixou publicar uma excelente gramática latina adotada em vários estabelecimentos de ensino inclusive no Liceu Paraibano, Colégio Pio X e Seminário Arqui diocesano além de opúsculos contendo sermões e assuntos de divulgações católicas, escreveu a Diocese da Paraíba A imprensa PB 1926 Faleceu no dia 25 de Março de 1936 em Salvador, na Bahia quando regressava de uma estação de cura no sul do país.






João Honório de Melo



6- Pe. João Honório de Melo - Julho de 1935 à 20 de janeiro de 1951. Em 1937 Sacerdote de formação  ultra Montana de forte personalidade e de temperamento, extremamente emotivo tinha palavras fáceis e uma inigualável capacidade de liderança e vocação missionária, pregava as fontes vivas do Catolicismo que fizeram dele um conservador de linha até o tempo que viveu chegou a ser considerado não sem razão, um dos maiores oradores sacros do Brasil a respeito de seu amor, sua origem interiorana, a marca do seu caráter era a austeridade a convicção da fé religiosa a obediência clerical, a vocação de conselheiro e orientador ferrenho inimigo da doutrina Espírita e do Protestantismo realizou missões de grandes repercussões em todo o Brejo Paraibano que lhe garantiram ascender na Escala de Cônego a monsenhor na Cidade de Esperança criou a Escola Paroquial em 1926 e estimulou a criação de associação pias que se multiplicaram após seu paroquia to os protestantes chamavam ele de pé roxo, foi afastado da cidade de Esperança, foi jurado de Morte, teve que sair às pressas, políticos da época jogaram bombas caseiras na Casa Paroquial para amedrontá-lo .














7- Monsenhor Manuel Palmeira da Rocha - 25 de fevereiro de 1951 à julho de 1980.






Frei Antônio José de Oliveira


8- PE. Frei Antônio José de Oliveira - 04 de janeiro de 1981 à março de 1982.teve uma ligeira passagem Em Esperança Padre Franciscano Capuchinho mandou esculpir a foto de São Francisco na fachada da matriz que foi retirado quando ele saio da paroquia,radical gostava de jogar o cordão de são Francisco nas jovens que entravam de minissaia na igreja. 






José de Ribamar Eric eira Nunes


9- PE. José de Ribamar Eric eira Nunes - 19 de dezembro de 1982 à 10 de maio de 1987.



Padres: Patrício Connelly e Bernardo Daly





10- Padres: Patrício Connelly e Bernardo Daly - 21 de maio de 1988 à 11 de novembro de 1992.



José Assis Pereira Soares




11- PE. José Assis Pereira Soares - 11 de novembro de 1992 à 15 de setembro de 2000.





Damião Ferreira dos Santos





12- PE. Damião Ferreira dos Santos - 15 de setembro de 2000 à 04 de outubro de 2004.




José Alexandre Moreira





13- PE. José Alexandre Moreira - 10 de novembro de 2004 à 31 de Janeiro de 2011.



João de Deus Lira da Costa -           Romualdo Vieira de Lima





14- PE. João de Deus Lira da Costa - 13 de agosto de 2008 até os dias de hoje











15- PE. Romualdo Vieira de Lima - 09 de fevereiro de 2011 até os dias de hoje







Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho – Esperança Paraíba



Data da Fundação: 30 de maio de 1908. Foi construída por Frei Venâncio, mas foi Frei Herculano Hermegildo Vieira da Cunha missionário em uma de suas passagens pelo povoado de Banabuié em 1860 fez a mudança do nome de Banabuié para Esperança

Durante um século, vários padres passaram pela administração paroquial e muitas obras deixaram para a população. Uns passaram muitos anos, outros poucos, mas independente do período em que estiveram à frente dos serviços paroquiais, todos contribuíram para a evangelização no município. Com isso, ficou desmembrada da Paróquia de Alagoa Nova. Ocorreu no dia 30 de maio de 1908. Na mesma data foi designado como primeiro vigário da Paróquia recém-criada o reverendo Pedro Francisco de Almeida. Ele assumiu no dia 8 de junho do mesmo ano, sendo empossado pelo vigário de Alagoa Nova, padre Jerônimo César, auxiliado pelo Padre Ignácio Ibiapina Sobral, que a dirigiu até 1912.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

HISTORIA DA VIDA E DA MORTE DE IRMA LUCIANA DA PROVINCIA FRANCISCANAS DE SANTO ANTONIO DO BRASIL DA CIDADE DE ESPERANÇA PB

                                          Padre Manuel Palmeira, Ir. Thereziana, Ir. Carmela, Ir. Batista ...